Abstract

O presente estudo analisa dados obtidos através da pesquisa por meio do corpus linguístico que provam estatisticamente o estilo adotado por Machado de Assis. Através da frequência de palavras-chave, escolhas léxicas mais significativas de cada romance e de alguns contos, esse estudo analisou a forma do romancista em criticar a sociedade oitocentista do Rio de Janeiro. Os resultados mostraram a disposição do autor de censurar o cientificismo do século XIX, os anseios e desejos da burguesia, assim como os conflitos da alma humana e a problemática dos relacionamentos da sociedade carioca. Por meio dos dados obtidos, há uma observação do estilo do autor durante a fase romântica e durante a fase realista, assim como um estudo da função do leitor machadiano e a conexão desse com a estética da recepção.

Degree

MA

College and Department

Humanities; Spanish and Portuguese

Rights

http://lib.byu.edu/about/copyright/

Date Submitted

2014-07-01

Document Type

Thesis

Handle

http://hdl.lib.byu.edu/1877/etd7201

Keywords

Machado de Assis

Share

COinS